Zone de testes de drones de Santa Maria com muita procura

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia destacou ontem, na ilha de Santa Maria, o “interesse crescente” de empresas nacionais e internacionais da área dos drones que pretendem investir nos Açores.

Nesse sentido, Fausto Brito e Abreu defendeu que a criação do Centro de Investigação Internacional dos Açores (AIR Center) vai constituir-se como “uma importante mais valia para as empresas desta área”.

O governante falava na cerimónia de assinatura de protocolos entre o Governo dos Açores, a NAV, a ANA, a DroneUSA, o Centro para a Excelência e Inovação da Indústria Automóvel (CEIIA) e a UAVision para a utilização da zona de testes de drones criada em Santa Maria.

“Dois meses depois da criação desta zona para testar drones, e de duas empresas da área terem já assinado um protocolo para a sua utilização, é com grande satisfação que vemos agora mais três empresas apostarem nos Açores”, realçou.

Em julho, as empresas Omnidea e a Tekever assinaram protocolos idênticos na ilha de Santa Maria.

No entender de Brito e Abreu, “faz todo o sentido” a criação em Santa Maria de um ‘cluster’ de empresas que desenvolvem este tipo de tecnologias, acrescentando que serão “uma mais-valia para o futuro Centro de Investigação Internacional dos Açores”.

O Secretário Regional salientou que estes equipamentos, sejam aéreos ou aquáticos, “têm várias aplicações em investigação científica, como, por exemplo, na recolha de dados oceanográficos, no mapeamento dos fundos submarinos ou no estudo de cetáceos e aves marinhas”.

Pin It on Pinterest