Eurodisseia certifica dez jovens estagiários

O Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, esteve presente na cerimónia de entrega de certificados do Programa Eurodisseia.

Este projeto, promovido pela Assembleia das Regiões da Europa desde 1985, oferece estágios profissionais a jovens com idades entre os 18 e os 30 anos, que possuam formação profissional ou superior. O principal objetivo do programa é potenciar a entrada dos jovens europeus no mercado de trabalho, através da oferta de experiências de estágio na sua área de formação.

Neste contexto, dez participantes, oriundos de diversos países, receberam os respetivos certificados de estágio de quatro meses em organismos regionais. Simultaneamente, no âmbito deste mesmo programa, dez jovens madeirenses terminam as suas experiências laborais em França, Bélgica e Espanha.

«A troca de experiência, o contacto com outras organizações e entre os próprios jovens, constituem uma mais-valia para todos os envolvidos», destacou o Secretário Regional, considerando o programa merecedor de maior apoio.

«A nossa perspetiva é criar condições para que um maior número de jovens possa partilhar esta experiência, pois tanto os que chegam como os que saem, ganham mais ferramentas e capacidades nas diferentes áreas de trabalho, dentro da formação que possuem», avançou o governante.

De entre as vantagens do Eurodisseia, destaca-se a frequência de um curso linguístico cultural, um seguro de acidentes pessoais e uma bolsa para suportar as despesas de alojamento e alimentação. Para além de todas estas regalias, o Governo Regional suporta os custos das viagens aéreas dos jovens madeirenses que participam no Programa.

Este ano, foram selecionados 10 candidatos para fazer um estágio de quatro meses na RAM, provenientes de Espanha, Bélgica e Croácia, nomeadamente das regiões de Valência, Catalunha, Múrcia, Bruxelas e de Istra.

Em termos de áreas de formação, foram recrutados licenciados em psicologia, design, artes e audiovisual, gestão e biologia. As entidades selecionadas para o acolhimento gratuito dos estagiários durante três meses foram a Universidade da Madeira, o Instituto para a Qualificação Profissional, a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a Rota das Recordações, a Empresa de Cervejas da Madeira, o Saber Vanguardista e o Arquivo Regional.

É de destacar que a participação neste programa por parte dos jovens e das entidades é sempre muito positiva, pelo que a procura quer dos serviços, quer dos jovens estrangeiros que escolhem a Madeira para a frequência do Eurodisseia, tem sido visivelmente crescente.

Em termos de envio de jovens madeirenses para outros países da Assembleia das Regiões da Europa, em 2016 já foram integrados 10 participantes em estágios que se encontram a decorrer em França, Espanha e Bélgica. No que concerne às habilitações que estes jovens possuem, realça-se uma formação variada, que vai desde as ciências políticas e da comunicação, serviço social, turismo, estudos linguísticos, arquitetura, pastelaria, engenharia do ambiente e relações internacionais.

Pin It on Pinterest