Ditadores com aterragens controladas em Genebra

Um jornalista suíço criou uma conta no Twitter que pretende seguir os movimentos de ditadores que aterram no aeroporto de Genebra. Segundo o «The Verge», trata-se de um sistema que automaticamente monitoriza os aviões, dando conta das chegadas e partidas do aeroporto da cidade suíça.

A conta tem o nome «GVA Dictator Alert» e foi lançada em Abril deste ano. Já partilhou mais de 80 aterragens e descolagens de diferentes aviões transportando dirigentes de governos repressivos ou ditatoriais. O objectivo, revelou o jornalista François Pilet, é tornar mais transparente um “mundo muito secreto”.

O jornalista admite que, por vezes, as deslocações a Genebra dos governantes possam ser legítimas, porque a cidade acolhe as sedes de várias organizações internacionais, mas revelar os movimentos dos ditadores permitirá traçar padrões que ajudem os jornalistas a investigar se há indícios de que se desloquem à Suíça para procurar soluções de evasão fiscal ou branqueamento de capitais.

Esta terça-feira, por exemplo, a conta no Twitter anuncia que a procuradoria suíça abriu uma investigação ao presidente da Guiné Equatorial devido às constantes deslocações de Obiang a território helvético. Revelou também que um avião que transportava a família real do Qatar aterrou sexta-feira e saiu de Genebra no domingo. E que na quarta-feira da semana passada um Boeing 737 usado pelo governo do Cazaquistão descolou da cidade.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger