Resgate de náufrago da embarcação de recreio MARYLEA II

O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa, em articulação com o Capitão do Porto de Peniche e o INEM – Centro de Orientação de Doentes Urgentes do Mar (CODU-Mar), coordenou esta noite uma operação de resgate do skipper, de nacionalidade francesa e de 50 anos, da embarcação de recreio MARYLEA II, que naufragou a 14 milhas (25 km) a norte das Berlengas.

O alerta foi dado pelas 19h30 do dia 19 de outubro, através da ativação de uma PLB (Personal Locator Beacon) feita pelo próprio skipper, após se aperceber que o veleiro estava a afundar. De imediato o MRCC entrou em contacto via VHF com o skipper, que informou estar na jangada salva-vidas e que se encontrava bem. Após este contacto o MRCC Lisboa divergiu a embarcação que se encontrava mais perto da posição, a embarcação de pesca VARAMAR, de bandeira portuguesa, que prontamente se dirigiu para o local. Por sua vez o Capitão do Porto de Peniche, ativou a embarcação salva-vidas SR-44 de Peniche, que também se deslocou para o local.

Ambas as embarcações avistaram a jangada salva-vidas e chegaram perto da mesma pelas 21h12, tendo o náufrago sido resgatado pelas 21h15. Posteriormente, foi transportado pela embarcação salva-vidas SR-44 até Peniche, onde o aguardava uma ambulância dos Bombeiros voluntários de Peniche, que o observaram no local, tendo o skipper recusado dirigir-se ao hospital por se encontrar bem.

resgate3

Salva Vidas
Salva Vidas

Pin It on Pinterest