Faltam enfermeiros no Centro de Acolhimento Poverello

Faltam enfermeiros, a segurança dos cuidados prestados está ameaçada e existem situações que atentam contra o desgaste emocional dos profissionais no Centro de Acolhimento Poverello, em Braga. Neste sentido, a Ordem dos Enfermeiros (OE) e os responsáveis da instituição chegaram a um compromisso: encontrar uma solução até ao final do mês de Novembro para evitar o fecho de camas.

“Não abdicamos de nenhum dos poderes devolutivos do Estado para actuarmos como órgão regulador. Encontrámos situações que têm de ser resolvidas quanto antes”, explica Luis Barreira, vice-presidente da OE, recusando, por exemplo, o rácio de apenas um enfermeiro de serviço.

De acordo com os cálculos das dotações seguras feitas pela OE, faltam 19 enfermeiros nesta unidade de cuidados continuados integrados da Fundação Domus Fraternitas.

A Ordem dos Enfermeiros deixou também claro que vai dar conhecimento ao Ministério da Saúde dos constrangimentos que a unidade enfrenta e que a impedem de contratar enfermeiros, nomeadamente o não pagamento atempado dos serviços contratualizados com a tutela.

Pin It on Pinterest