Coreia do Sul fica em silêncio para os exames

Em silêncio quase absoluto. Foi assim que a Coreia do Sul amanheceu esta quinta-feira, dia em que cerca de 600 mil estudantes em todo o país fazem o exame de acesso à universidade. Das nove da manhã até ao final do dia, os camiões mais barulhentos foram proibidos de circular nas estradas mais próximas dos 1183 locais de exame, muitos locais de construção pararam as obras e, durante os 30 minutos que dura a prova, os aviões deixaram de aterrar e descolar nos aeroportos para que o nível de ruído não interferisse com a audição e concentração.

De acordo com o The Guardian, houve até o cuidado de impedir que muitos veículos circulassem nas estradas, para evitar atrasos dos alunos por causa do trânsito, e as maiores lojas abriram só às 10:00, uma hora depois do habitual, tal como a bolsa de Seoul.

A Coreia do Sul é um país muitas vezes descrito como “ultra competitivo”, onde a taxa de suicídios dos mais jovens é uma das mais altas do mundo. O facto é explicado sobretudo por este exame que condiciona o acesso às melhores universidades.

Pin It on Pinterest