Aumento das taxas aeroportuárias é “inaceitável”

O presidente da Associação das Companhias Aéreas em Portugal (RENA), Paulo Geisler, considera “inaceitável” o aumento das taxas aeroportuárias e defende uma intervenção “mais activa” do regulador e do Governo da República.

As taxas aeroportuárias vão aumentar 22 cêntimos por passageiro no aeroporto de Lisboa e 15 cêntimos no aeroporto de Faro em 2017, sendo estas as subidas mais significativas na rede de aeroportos nacionais geridos pela ANA, de acordo com o tarifário para 2017, disponível no ‘site’ da gestora aeroportuária.

“São aumentos injustificados e injustos”, refere Paulo Geisler em declarações à agência Lusa. “Não faz sentido nenhum, se há uma subida do número de passageiros nos aeroportos que por si só já gera receita para a ANA, é um contra-senso: aumentam os passageiros e aumentam as taxas, quando devia ser o inverso.”

Segundo o presidente da RENA, desde 2013, os sucessivos aumentos e ajustamentos já fizeram aumentar mais de 20% as taxas aeroportuárias, que são custos directos da operação, encargos para os passageiros e não têm nada a ver com melhoria de serviços.

Pin It on Pinterest