PJ tem nova unidade operacional de combate a crimes informáticos

A Polícia Judiciária tem uma nova unidade operacional de combate a crimes informáticos ou praticados através da internet. O decreto-lei que a cria foi publicado esta segunda-feira em Diário da República e tem como horizonte “o desenvolvimento de uma estratégia adequada de combate ao cibercrime”.

A Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), inspira-se no modelo já seguido pelo Centro Europeu para o Cibercrime, da Europol.

Os pontos focais são o abuso sexual de crianças através da internet, a fraude com os cartões e outros meios de pagamento electrónico e virtuais, a criminalidade informática pura e a criminalidade praticada com recurso a meios informáticos”, refere o documento.

A UNC3T vem substituir a Unidade Nacional de Investigação da Criminalidade Informática (UNICI) da PJ, estabelecida por lei em Agosto do ano passado, mas “cujas competências internas nunca foram estabelecidas”.

Pin It on Pinterest