Cidade do Futebol recebe estágio do hexacampeão chinês

A Cidade do Futebol vai receber o estágio de pré-temporada do Guangzhou Evergrande, entre os dias 8 e 25 de janeiro de 2017. Orientada por Luiz Felipe Scolari, a formação chinesa vai preparar a nova temporada desportiva, depois de ter conquistado o título chinês em novembro, pelo sexto ano consecutivo.

Em declarações ao fpf.pt, o Diretor da Cidade do Futebol, Daniel Ribeiro, considerou que a escolha do Guangzhou Evergrande é um sinal de “reconhecimento das condições únicas da Cidade do Futebol para acolher estágios desportivos”.

“Vai ser o primeiro estágio de uma equipa estrangeira na Cidade do Futebol. Já tivemos clubes portugueses a treinar aqui, mas nunca recebemos estágios de longa duração. Só das nossas seleções”, afirmou, explicando que “este espaço é muito mais do que o centro logístico e de treinos das seleções nacionais. Tem 11 balneários, três campos e um específico para treino de guarda-redes, dois ginásios e uma zona de hidroterapia, podendo acolher várias equipas em simultâneo”.

O responsável pela Cidade do Futebol contou, ainda, que os dirigentes do hexacampeão chinês “pesquisaram e analisaram várias instalações desportivas na Europa”, antes de concluírem que a infraestrutura lusa “era a melhor entre as melhores”.

Luiz Felipe Scolari, treinador do Guangzhou Evergrande, teve a oportunidade de conhecer o futuro local de estágio em novembro, tendo assistido ao treino da Seleção Nacional sub-19, que preparava a sua participação na Ronda de Elite de acesso ao Campeonato da Europa de 2017.

Nessa visita, o antigo Selecionador Nacional elogiou as condições de trabalho que encontrou na sede da FPF, destacando, também, a possibilidade de “reencontrar velhos amigos” com quem trabalhou na Equipa das Quinas.

“Não conhecia a Cidade do Futebol. É um centro de treinos maravilhoso. muito bonito, perfeito para tudo aquilo que se pede no futebol”, afirmou, frisando que a estrutura “já fez a diferença na preparação do Europeu de França, onde Portugal foi campeão e vai fazer no futuro, nos próximos 20 ou 30 anos”.

“Eu tenho muitas saudades. tenho o meu filho e família aqui em Lisboa. Portugal é como se fosse o meu país. Aqui também é a minha casa”, resumiu o treinador.

Pin It on Pinterest