Salgado já pode sair do país

A medida de coação que impedia Ricardo Salgado de viajar para o estrangeiro sem a autorização do juiz Carlos Alexandre caducou na segunda-feira, porque ainda não foi deduzida acusação pelo Ministério Público, pelo que o ex-banqueiro apenas continua com um termo de identidade e residência que o obriga a comunicar ao juiz de instrução criminal apenas as ausências de casa com duração superior a cinco dias.

Ricardo Salgado, antigo presidente do Banco Espírito Santo (BES) é suspeito de crimes de burla qualificada, falsificação de documentos, falsificação informática, fraude fiscal qualificada, corrupção no sector privado e branqueamento de capitais.

Pin It on Pinterest