Detenção por uso ilegal de arma de fogo proibida

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, na sequência da comunicação de uma ocorrência envolvendo um homem, com 82 anos de idade, e vários elementos da GNR que procuravam intervir em seu auxílio, deteve o primeiro em flagrante delito, porquanto, o mesmo, fazendo uso de uma espingarda caçadeira para a qual apenas possuía autorização de simples detenção, efetuou um disparo na direção da porta de entrada da sua residência quando, no exterior da mesma se encontravam dois militares da GNR que, em voz alta, anunciavam a sua qualidade e tentavam chegar ao seu contacto.

A intervenção dos militares da GNR foi motivada pela suspeita de uma hipotética situação de crise de saúde do ora detido, comunicada por um seu amigo que havia recebido uma chamada telefónica da sua parte, pelas 03H30 de ontem, a qual atendeu mas sem que obtivesse qualquer resposta por parte daquele.

O detido, com a idade de 82 anos e a quem foi apreendida a referida arma e ainda duas munições ilegais, foi de imediato presente às competentes autoridades judiciárias para apreciação e eventual decisão de julgamento em processo sumário.

Pin It on Pinterest