Governo quer mais utentes registados na plataforma de dados da saúde

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, e o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, apelaram ao registo dos utentes  na Plataforma de Dados da Saúde (PDS), dando o exemplo e fazendo o seu registo nesta base nacional de dados de saúde, no balcão da área do cidadão localizado no  Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, disponível  a partir de agora.

A área do cidadão é um espaço que visa o apoio ao cidadão/utente no acesso aos vários serviços digitais do IASAÚDE, entre eles a Plataforma de Dados da Saúde. Este registo pode ser feito através de um qualquer acesso web por cada utente, implicando apenas a introdução do número de utente, após validação do cartão do cidadão.

Na oportunidade, coube ao secretário regional da Saúde destacar as múltiplas vantagens para o utente em estar registado na PDS, sensibilizando a população para o registo. “Maior segurança, eficiência e qualidade na prestação de cuidados de saúde são as vantagens que a PDS pode oferecer aos utentes”, destacadas por Pedro Ramos.

A PDS é um sistema de partilha de dados de saúde que permite que a mesma informação em saúde seja acessível entre os diferentes agentes da prestação de cuidados de saúde nacionais e regionais: utentes e profissionais de saúde e representa um passo importante na consolidação de um longo processo de implementação das tecnologias de informação e comunicação ao serviço da saúde.

A plataforma permite o acesso à informação, dos cidadãos que tenham número de saúde no Registo Nacional de Utentes, dos profissionais de saúde em diversos pontos do setor público e privado dos Sistemas Nacionais e Regionais de Saúde (hospitais, urgências, cuidados primários, rede nacional de cuidados continuados), nesta primeira fase. Numa fase seguinte, os sectores privado e social: clínicas, consultórios, hospitais privados, instituições sociais.

A inscrição é feita pelo próprio utente e o acesso pelos profissionais terá a sua autorização, podendo ser acompanhado e gerido pelo próprio através da área do cidadão. É possível ao utente registar os seus dados de saúde, agendar consultas, comunicar com o seu médico, enfermeiro ou outro profissional.

Tudo isto representa uma vantagem acrescida para os utentes do serviço regional de saúde, uma vez que a informação será partilhada entre o Serviço Nacional de Saúde e o Serviço Regional de Saúde facilitando assim a troca de dados clínicos e acelerando o processo quando está em causa a mobilidade dos doentes, proporcionado quer ao utente quer ao profissional de saúde, o acesso ao resumo global da situação de saúde do utente, criando as condições para a melhor prestação de cuidados de saúde.

Depois da consolidação do processo clínico eletrónico (hoje perfeitamente instalado e funcional nas várias unidades do serviço regional de saúde), que permite aos profissionais de saúde acederem aos processos clínicos eletrónicos dos utentes em qualquer ponto de prestação de cuidados de saúde, fosse no centro de saúde ou em qualquer serviço do hospital, a Madeira quer aumentar o número de utentes registados na PDS.

O objetivo da PDS é obter melhor informação de saúde, de forma a garantir melhores cuidados, a diminuir a redundância de cuidados, e o desperdício de meios, através de uma participação mais ativa do utente na sua saúde,  sem precedentes. Os interessados poderão fazer o seu registo em: http://www.srs-madeira.pt/

Pin It on Pinterest