“Adalberto Silva Silva – Um Espectáculo de Realidade” no Teatro Micaelense

No próximo sábado, 11 de fevereiro, sobe ao palco do Teatro Micaelense “Adalberto Silva Silva – Um Espectáculo de Realidade”, uma peça com texto de Jacinto Lucas Pires e interpretação de Ivo Alexandre.

“Adalberto Silva Silva – um espetáculo de realidade” é a alma de Adalberto Silva Silva em formato televisivo. Adalberto é o célebre desconhecido, o triste homem comum, um tipo que de tão normalzinho se apalhaça dos modos mais surpreendentes. Um cidadão que, neste país pobre e maravilhoso, quer juntar-se a uma cidadã para se descobrir por inteiro. Em resumo, a personagem do mais adalbértico dos anti-heróis portugueses sai agora do papel do teatro para o oxigénio da realidade. “Adalberto Silva Silva” é uma comédia em formato de bolso sobre o desejo, o sonho e os chamados problemas práticos.

Jacinto Lucas Pires publicou o seu primeiro livro em 1996 e trabalha como dramaturgo e cineasta. A sua obra encontra-se publicada em português pelos Livros Cotovia e também em espanhol, croata e tailandês. Várias peças suas estão traduzidas em francês, espanhol, inglês e norueguês. Em Portugal, os seus textos foram encenados por Manuel Wiborg, Ricardo Pais, Marcos Barbosa e João Brites. Escreveu e realizou duas curtas-metragens: Cinemaamor (1999) e B.D. (2004).

Ivo Alexandre fez o curso de Interpretação do Balleteatro Escola Profissional. Como ator, trabalhou com os encenadores Jorge Silva Melo, Ricardo Pais, Giorgio Barberio Corsetti, Luís Miguel Cintra, Nuno Carinhas, entre muitos outros. Colaborou com diversas entidades e companhias como o TNSJ, TNDMII, Cornucópia, O Bando, ou Artistas Unidos. Na encenação, destacam-se os trabalhos Mouchette/Colette, de Arne Sierens, e Email, de Jacinto Lucas Pires. No cinema, trabalhou com Hugo Vieira da Silva, António-Pedro Vasconcelos, Manuel Pradal, Tiago Guedes e Frederico Serra, Paulo Castro, entre outros. Participou em várias séries televisivas, tais como Equador, Liberdade 21, Lua Vermelha, Os Nossos Dias ou Coração D’Ouro.

Os bilhetes têm um preço de 10 euros  e estão à venda na bilheteira do Teatro Micaelense e em Bilheteira Online. Os descontos, incluindo os de Cartão de Espectador Frequente (20%) e de Cartão Interjovem (50%), são aplicáveis apenas aos bilhetes adquiridos na bilheteira do Teatro Micaelense.

Pin It on Pinterest