Operação de reboque de embarcação de arrasto sem propulsão

O Capitão do Porto de Olhão coordenou durante a manhã de hoje, dia 13 de fevereiro, entre as 09h45 e as 13h30, o reboque da embarcação de arrasto “Carmen Bandeira”, com 20 metros de comprimentos e arqueação bruta de 175,74 toneladas.

O arrastão sofreu uma entrada de água pela casa da máquina, ficando sem propulsão a cerca de 13 milhas da Barra Faro-Olhão. Após pedir de imediato ajuda às embarcações que se encontravam no mar, foram em seu auxílio os arrastões “Pires Coelho” e “Aurora Boreal”, que efetuaram o reboque até à entrada da barra Faro-Olhão.

Para entrada na barra e navegação até ao Porto de Pesca de Olhão, foi requisitado o rebocador da Administração dos Portos de Sines e do Algarve, tendo a operação sido acompanhada por uma embarcação do Instituto de Socorros a Náufragos e outra da Polícia Marítima, terminando com sucesso cerca das 13h30.

A Autoridade Marítima Nacional agradece e louva a rapidez e a qualidade do auxílio prestado pelas tripulações das embarcações “Pires Coelho” e “Aurora Boreal”.

Pin It on Pinterest