Meio irmão de líder da Coreia do Norte foi assassinado

O irmão de Kim Jong-un, o líder da Coreia do Norte, foi assassinado na Malásia. Kim Jong-nam morreu na segunda-feira de manhã, no aeroporto de Kuala Lumpur, de acordo com as informações divulgadas hoje pela imprensa da Coreia do Sul. O homem de 45 anos terá sido morto com uma agulha envenenada por duas mulheres.

Kim Jong-nam, em tempos considerado o herdeiro do já falecido Kim Jong-il (pai do actual líder norte-coreano), caiu em desgraça em 2001 depois de ter sido detido no Aeroporto Internacional de Narita, em Tóquio, quando tentava entrar no Japão com um passaporte falso. À polícia disse que queria visitar a Disneyland com a família.

Exilado pelo seu pai, Jong-nam viveu em Macau até à morte de Kim Jong-il, em 2011. Mais tarde, depois da alegada execução do tio, Chang Song-thaek, optou por uma vida discreta na Malásia com receio de represálias por parte do meio-irmão, que poderia vê-lo como uma ameaça à legitimidade do regime.

Jong-nam terá sido próximo do tio Chang Song-thaek, que chegou a ser o segundo homem mais poderoso do país antes da sua execução.

Pin It on Pinterest