Mulher morreu queimada por seita religiosa

Uma mulher de 25 anos morreu, ontem, num hospital de Manágua, capital da Nicarágua, onde estava em coma e  com queimaduras em 80 % do corpo após ter sido acusada por uma seita religiosa de estar “possuída pelo Diabo”.

Segundo testemunhas citadas pelo jornal “La Prensa”, Vilma Garcia Trujillo foi amarrada, queimada na fogueira e, em seguida, o seu corpo foi atirado para um barranco. O pastor da seita, Juan Rocha Romero, foi detido juntamente com quatro outros elementos da sua congregação, enfrentando a acusação de homicídio.

O caso está a chocar a Nicarágua. Aconteceu numa comunidade conhecida como Cortezal, localizada perto da cidade de Rosita, numa zona pobre do país.

Entre 2012 e 2016, o país assistiu à morte violenta de 345 mulheres.

Pin It on Pinterest