Detenções pelo crime de tráfico de pessoas para exploração laboral

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, desenvolveu uma investigação no âmbito da qual foi identificado um grupo de pessoas de nacionalidade portuguesa, a maioria relacionada familiarmente, fortemente indiciadas pela prática continuada de crime de tráfico de pessoas para exploração laboral.

As vítimas, na sua maioria apresentando um perfil de debilidade económica e mental, bem como comportamentos de alcoolemia ou toxicodependência, eram recrutadas no Norte do País, designadamente nas zonas do grande Porto, para a prestação de serviços na área da agricultura na região de Logroño, em Espanha, sob falsas promessas de remuneração e regalias laborais.

Em articulação com as autoridades policiais espanholas e no âmbito do cumprimento de carta rogatória, foram detidos os dois principais responsáveis, um casal de nacionalidade portuguesa, tendo ainda resultado desta operação em território espanhol a libertação de mais de trinta cidadãos de nacionalidade portuguesa, argelina, da guineense, nigeriana, egípcia, romena e russa, alguns dos quais em situação ilegal em Espanha.

Pin It on Pinterest