Fundação UE-LAC lança parceria estratégica entre Portugal e as Caraíbas

A Diretora Executiva da Fundação UE (União Europeia)- LAC (América Latina e Caraíbas), Paola Amadei, estará de visita oficial a Lisboa entre os dias 18 e 21 de Abril, cujo principal propósito é levar a cabo reuniões de trabalho com entidades nacionais e participar em dois eventos organizados pelo IPDAL (Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas), organização presidida por Paulo Neves, deputado do PSD na Assembleia da República pela Madeira. Os dois eventos contam com o apoio institucional e financeiro da Fundação UE-LAC.

Desde a Fundação EU-LAC temos vindo a trabalhar de forma ativa para estreitar os laços de cooperação económica, social e cultural entre Portugal e as Caraíbas, através da assinatura de um acordo de colaboração com o IPDAL, assim como do apoio para a realização dos dois eventos que terão lugar em Lisboa: “VI Encontro Triângulo Estratégico: América Latina e Caraíbas, Europa e África” e do “I Foro Caraíbas & Portugal” e da mobilização de representantes do sector empresarial, político e institucional das Caraíbas.

Durante a sua visita oficial à Portugal, a Diretora Executiva assistirá a uma audiência perante a Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas e levará a cabo reuniões de trabalho com o Diretor do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI) e representantes da Fundação Calouste Gulbenkian.

A Fundação EU-LAC é uma organização intergovernamental, criada em 2010 pelos Chefes de Estado e de Governo dos 28 Membros da União Europeia, entre os quais se encontra Portugal, os 33 países da América Latina e Caraíbas e a própria União Europeia, para fortalecer a parceria estratégica entre as duas regiões, dar-lhe visibilidade e conectar a sociedade civil a este processo político. A Fundação entrou em funcionamento em Hamburgo, cidade sede, em Novembro de 2011 e está neste momento a decorrer o processo de ratificação do Acordo que a transforma numa organização internacional e que foi assinado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, em Outubro do ano passado.

Pin It on Pinterest