‘Plena integração dos migrantes é prioridade do Governo dos Açores’

O Diretor Regional das Comunidades assegurou ontem, em Bruxelas, que a plena integração dos migrantes nas sociedades de acolhimento “constitui uma prioridade na ação do Governo dos Açores”.

Paulo Teves, que falava na reunião anual do International Steering Committee, da organização Metropolis, destacou a “importância das migrações para o desenvolvimento das sociedades de acolhimento”.

“As regiões de origem devem considerar que a saída dos migrantes poderá comprometer o seu futuro, a não ser que consolidem as suas ligações com a diáspora numa permanente convivência afetiva que, em muitos casos, contribui para o reforço de relações sociais, económicas, culturais e políticas entre países”, frisou.

Na sua intervenção na sessão ‘Metropolis Europe’, que contou com a participação de representantes da Alemanha, Áustria, Bélgica, Finlândia, Holanda, Itália, Noruega, Reino Unido e Suécia, Paulo Teves destacou o trabalho desenvolvido nos Açores no âmbito da imigração e salientou que o Governo Regional “colhe da experiência emigratória as melhores práticas de integração e promoção da interculturalidade”.

“Quando nos dirigimos aos Açorianos emigrados defendemos a sua plena integração nas sociedades de acolhimento, através de uma participação ativa e eficaz nos seus desígnios, e incentivamo-los a que, paralelamente, reforcem as suas relações com as ilhas”, afirmou o Diretor Regional.

Nesta reunião foram analisadas as próximas conferências, que terão lugar em Haia, em outubro, e em Sidney, em 2017, tendo Paulo Teves defendido a necessidade de se analisarem “não apenas as melhores práticas de integração na Europa, mas também como cooperar com as sociedades de origem na resolução de problemas que obrigam a significativos fluxos emigratórios”.

O International Steering Committe (ISC) é o órgão de coordenação permanente da organização Metropolis, uma rede internacional de investigação, desenvolvimento e proposição de políticas sobre migrações, diversidade e integração, constituída por instituições de mais de duas dezenas de países da Europa, América, Ásia e Oceânia.

A Região Autónoma dos Açores é membro desde 2011, ano em que organizou a conferência internacional que reuniu, na ilha de S. Miguel, cerca de 800 pessoas de 70 países.

Esta exta-feira, ainda na capital belga, o Diretor Regional das Comunidades participa no seminário ‘The European Agenda for Migration: Future Perspectives’, promovido pela Comissão Europeia, onde diversos especialistas vão abordar temas como as migrações e as relações externas, o sistema europeu de asilo e as fronteiras, entre outros.

Pin It on Pinterest