Operação Fronteira Vigiada fiscalizou mais de 30 mil pessoas

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou ontem, 10 de maio (primeiro dia da operação que decorre até ao próximo domingo, dia 14), diversas ações de controlo, fiscalização e vigilância ao longo das fronteiras terrestre, marítima e fluvial, bem como nos aeródromos e pistas de aterragem, com o intuito de prevenir e evitar a entrada em território nacional de cidadãos, veículos e meios que possam executar ou ser utilizados em ações hostis, no âmbito da visita de Sua Santidade o Papa Francisco pelo centenário das aparições de Fátima.

Durante este primeiro dia da operação, 969 militares de diversas valências da GNR realizaram 330 ações de fiscalização, das quais: 209 em pontos de passagem da fronteira terrestre; 65 em fronteiras marítimas; 47 em aeródromos e pistas de aterragem; Cinco em transportes ferroviários; Quatro em fronteiras fluviais.

Foi fiscalizado: 30 251 pessoas; 20 508 veículos; 17 embarcações; Cinco comboios.

Destas ações resultaram 13 pessoas detidas, destacando-se: Quatro por posse de arma proibida; Duas por branqueamento de capitais; Uma por falsificação de notação técnica; Uma por permanência ilegal em território nacional.

No total, foi apreendido: 480 mil euros em numerário; Seis armas; Quatro veículos.

A GNR continuará ao longo da operação a realizar o controlo nos dez postos de passagem autorizados na fronteira terrestre, em conjunto com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, nos 63 postos de passagem dotados de infraestruturas físicas, bem como a vigiar os aeródromos e pistas de aterragem e restante fronteira terrestre, marítima e fluvial, na nossa área de responsabilidade.

Pin It on Pinterest