PJ inestiga caso da estudante filmada seminua

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o caso da estudante da Universidade do Minho que se queixou às autoridades depois de descobrir que estava a circular na Internet um vídeo em que aparece seminua na Queima das Fitas, em Braga.

Segundo a Agência Lusa, que cita fonte da PJ de Braga, a estudante alegou que não sabia que estava a ser filmada e que não autorizou a divulgação do vídeo. A mesma fonte esclareceu que os autores da filmagem podem vir a ser acusados de crime de gravações e fotografias ilícitas.

A notícia da queixa da estudante da Universidade do Minho, apresentada na quarta-feira, surgiu pouco tempo depois de ter sido divulgado o caso de um alegado abuso sexual de uma jovem num autocarro durante a Queima das Fitas do Porto.

Pin It on Pinterest