O presidente regional da Catalunha anunciou hoje que vai convocar um referendo sobre a independência catalã para 1 de Outubro. Segundo Carles Puigdemont, a pergunta que será feita aos catalães será: “Quer que a Catalunha seja um estado independente em forma de República?”. Espera-se agora a resposta do Governo de Mariano Rajoy que, em inúmeras ocasiões, já avançou que não irá permitir essa consulta.

Carles Puigdemont assegurou que o executivo regional “se compromete a aplicar” o resultado do referendo, mas o Governo de Madrid considera que é “ilegal e inegociável” a realização de um referendo sobre a independência da Catalunha.

Os partidos separatistas maioria de deputados no parlamento regional desde Setembro de 2015, o que lhes deu a força necessária, em 2016, para declarar que iriam organizar este ano um referendo sobre a independência da Catalunha, mesmo sem o acordo de Madrid.

O conflito entre Madrid e a região mais rica de Espanha, com cerca de 7,5 milhões de habitantes, uma língua e culturas próprias, arrasta-se há várias décadas, mas tem vindo a subir de tom nos últimos anos.

Carles Puigdemont anunciou em 28 de Setembro do ano passado, em Barcelona, que tencionava convocar um referendo sobre a independência da Catalunha em Setembro de 2017, com ou sem o aval do Estado espanh

Pin It on Pinterest