Helicópteros da Marinha voam mais de 22 mil horas em 24 anos

Assinalou-se ontem, 8 de junho de 2017, o vigésimo quarto aniversário sobre a ativação da Esquadrilha de Helicópteros da Marinha.

Em 1993, quarenta e um anos após a extinção da Aviação Naval, a Marinha fez renascer a sua componente aérea com a criação da Esquadrilha de Helicópteros (EH) e a atribuição do helicóptero Super Lynx Mk95. Os vinte e cinco destacamentos gerados e prontos para embarcar a bordo das fragatas da Marinha saldam-se como um dos principais produtos finais da atividade diária desta esquadrilha.

O helicóptero Super Lynx Mk95, como elemento orgânico do navio, poderá ser empregue em missões tão variadas como a luta anti-submarina, anti-superfície, interdição marítima, transporte logístico e busca e salvamento.

Tendo um papel preponderante na participação em operações navais reais de grande relevo para Portugal, ou em exercícios nacionais e multinacionais, a Aviação Naval do século XXI fica ligada à história contemporânea da Marinha pelo seu emprego em diferentes cenários e em diferentes partes do globo, onde se destacam o Mar Mediterrâneo, o Adriático e o Báltico, a costa Oeste de África e o Golfo da Guiné, a Guiné Bissau, Timor-Leste e a costa da Somália.

Até à data os helicópteros da Marinha efetuaram um total de 22.385 horas de voo.

Pin It on Pinterest