Trump acusou o ex-director do FBI de ser um “bufo”

O Presidente norte-americano acusou o ex-director do FBI de ser um “bufo” depois de James Comey ter revelado no Senado que foi um amigo que colocou as informações na imprensa sobre a investigações a Moscovo.
Na quinta-feira, o ex-director do FBI confirmou ter recebido um pedido para deixar cair a investigação sobre as alegadas ligações entre a Rússia e Michael Flynn, ex-conselheiro de segurança nacional de Donald Trump. Mas Comey assumiu também que pediu a um amigo para colocar na imprensa informações sobre o memorando dos seus encontros com Trump.
Esta manhã, no Twitter (como sempre, de resto), o republicano acusou Comey de ser um “bufo” que espalha “mentiras” e “falsos testemunhos”.

James Comey garantiu no Senado que já entregou os seus relatórios — onde reproduziu ao detalhe todas as conversas que manteve com Donald Trump — à equipa do procurador especial Robert Mueller, que está a investigar a eventual ligação entre a equipa de Trump e a Rússia no caso da interferência nas eleições presidenciais.

No Senado há quem veja a demissão do director do FBI como um caso de “obstrução de justiça”, um dos motivos possíveis para um possível «impeachment» do Presidente dos EUA.

Pin It on Pinterest