Inquérito vai apurar eventuais irregularidades no processo de matrículas

A Inspecção-Geral de Educação e Ciência (IGAE) abriu um inquérito para apurar a existência de eventuais irregularidades no processo de matrículas, na sequência de notícias sobre o uso de “moradas falsas” para conseguir vagas nas escolas.
Fonte da tutela adiantou à agência Lusa que o inquérito servirá igualmente para apurar se há irregularidades na aplicação do despacho que regula o processo de matrículas e que define as prioridades a ter em conta na colocação dos alunos nas escolas.
O jornal Publico avança hoje que a PSP foi chamada na segunda-feira ao Liceu Pedro Nunes, em Lisboa, depois de um grupo de encarregados de educação terem protestado pela não colocação dos filhos no estabelecimento de ensino, alegando que outros alunos colocados apresentaram “moradas falsas”.

Pin It on Pinterest