Humanidade atinge amanhã o limite de recursos para 2017

A Humanidade atinge amanhã, quarta-feira, o limite e recursos disponíveis para este ano, o que acontece mais cedo do que em 2016, quando este marco foi ultrapassado a 8 de Agosto. O alerta é da associação ambientalista Zero, segundo a qual o último ano em que a Humanidade respeitou o “orçamento natural anual”, fazendo com que os recursos existentes no planeta chegassem para o ano inteiro, foi há quase 50 anos, em 1970.

Para os ambientalistas da Zero, o consumo de alimentos (32%) e a mobilidade (18%) são as actividades humanas diárias que mais contribuem para a Pegada Ecológica de Portugal.. Segundo a associação, o Overshoot Day, quando os recursos se esgotam, “indica-nos que estamos a forçar os limites do planeta cada vez com maior intensidade, uma tendência que é urgente mudar para bem da Humanidade e da sua qualidade de vida”, acrescenta a Zero.

Entre as várias propostas para reduzir o défice ambiental está a aposta numa economia circular, onde “a utilização e reutilização de recursos é maximizada” e que segundo os ambientalistas deverá ser “uma prioridade transversal a todas as políticas públicas”.

A promoção de uma dieta alimentar saudável e sustentável, com a redução do consumo de proteína de origem animal e um aumento significativo do consumo de hortícolas, frutas e leguminosas secas, é outra das propostas da Zero.

A Zero propõe ainda a promoção da mobilidade sustentável assente em diferentes estratégias, designadamente a melhoria do acesso e das condições em que operam os transportes públicos, a disponibilização de condições e infraestruturas que estimulem a “mobilidade suave” e a partilha do transporte (‘car-sharing’).

Pin It on Pinterest