Brexit terá encargos pesados para a banca

Um estudo da consultora Oliver Wyman aponta para um cenário de encargos pesados para a banca devido ao Brexit, avançando que a médio prazo a perda total do acesso do Reino Unido ao mercado único europeu deverá custar entre 31 mil e 35 mil empregos ao sistema financeiro da capital britânica, que abrange companhias de seguros e gestoras de fundos.

Uma análise de mais longo prazo conclui que estarão em causa entre 35 mil e 40 mil empregos só na banca de retalho. A consultora estima também que os bancos irão precisar de reforços de capital que podem oscilar entre 30 e 50 mil milhões de dólares (25,4 e 42 mil milhões de euros) para fazer face à nova realidade.

“Os bancos esperam um aumento dos custos operacionais, já que algumas funções que anteriormente estavam centralizadas em Londres passarão a estar duplicadas nas subsidiárias europeias”, assinala o estudo.

Gigantes do sector como o Morgan Stanley ou o Citi já anunciaram a intenção de transferir parte da operação de Londres para outra cidade europeia, com Frankfurt e Dublin a conquistarem para já as preferências das instituições.

Face às consequências ainda imprevisíveis das negociações do Brexit, a consultora aconselha os bancos a agir “imediatamente” e de forma a estarem preparados para o “pior cenário possível”.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger