Criadas 20 novas equipas de sapadores florestais

O Primeiro-Ministro António Costa afirmou que «a chave é limpar a floresta a tempo e horas, e é por isso que os sapadores florestais são absolutamente essenciais», na apresentação de 20 novas equipas de sapadores florestais, num total de mais 100 sapadores florestais, em Oliveira do Hospital.

As 20 novas equipas de sapadores florestais serão distribuídas pelos distritos de Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Vila Real, Viseu, Castelo Branco, Santarém e Faro.

Na cerimónia procedeu-se ainda à entrega de 20 viaturas de primeira intervenção para combate a incêndios florestais e de diversos equipamentos a 44 equipas cujas meios estavam já incapazes, representando um investimento de 1,3 milhões de euros.

Os sapadores têm como trabalho limpar a floresta durante o inverno e reforçar a vigilância no verão, disse o Primeiro-Ministro, que foi acompanhado pelo Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos. Atualmente existem cerca de 290 equipas.

António Costa afirmou que «estas novas 20 equipas são as primeiras do grande esforço que temos de fazer ao longo desta legislatura. Nós tínhamos fixado uma meta: chegar às 500 até 2020; a Assembleia da República pediu agora um esforço maior: vamos chegar às 500 não em 2020 mas em 2019», disse.

O Primeiro-Ministro afirmou o seu orgulho de «ter feito parte do Governo que há 20 anos criou as equipas de sapadores florestais», «de ter feito parte do Governo que dez anos depois criou as Zonas de Intervenção Florestal», e de, agora, «descongelar o programa de sapadores florestais» que estava parado desde 2009.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger