Hotel na Suíça exige banho a judeus antes de entrarem na piscina

Um hotel na Suíça solicitou especificamente aos hóspedes judeus que tomassem banho antes de entrarem na piscina e fez estalar uma polémica. A regra foi exposta no exterior da piscina do hotel Aparthaus Paradies.

“Para os nossos hóspedes judeus, mulheres, homens e crianças, por favor tomem um banho antes de entrarem na piscina. Se quebrarem a regra, somos forçados a encerrar a piscina para vós”, podia ler-se no aviso.

Um hóspede do hotel fotografou o aviso no exterior da piscina e partilhou-o no Facebook. As reacções não se fizeram esperar, tendo sido mesmo lançada uma petição contra o acto, considerado “antissemita”.

A vice-ministra dos Negócios Estrangeiros de Israel, Tzipi Hotovely, terá pedido ao governo suíço para condenar publicamente a acção do hotel, localizado na aldeia alpina de Arosa, no leste da Suíça.

Em declarações ao jornal Blick, citadas pela agência France Press, Ruth Thomann, gerente do hotel, explicou que tudo não passou de um mal-entendido, admitindo que escolhera mal as palavras e que deveria ter escrito para os clientes em geral e não para um grupo em particular.

Jacob Keidar, embaixador de Israel na Suíça, garantiu que esteve em contacto com o hotel e todos os sinais já foram removidos.

O hotel foi ainda removido do site Booking.com a pedido do grupo de direitos dos judeus, Simon Wiesenthal Centre.

Pin It on Pinterest