SRAP reforça apoio a agricultores afetados pelos incêndios

Tendo em conta a vaga de incêndios que assolou a ilha da Madeira em agosto do ano passado e que causou graves prejuízos em explorações agrícolas, principalmente nos concelhos do Funchal, da Ponta do Sol e da Calheta, com extensa destruição de produções agrícolas e, em certos casos, pecuárias, a Secretaria Regional foi publicada uma portaria de isenta o pagamento das tarifas relativas ao fornecimento certos bens.

Para o Secretário Regional de Agricultura e Pescas esta é uma ajuda fundamental pois muitos agricultores “não tinham reunidas todas as condições para se candidatarem à medida do PRODERAM referente ao Restabelecimento do Potencial de Produção Agrícola. Foi isso que percebemos no terreno e atuamos de maneira a ajudar”, disse Humberto Vasconcelos adiantando que a Secretaria tem capacidade de apoiar todos os agricultores afetados.

Segundo a portaria, a secretaria, através da Direção Regional de Agricultura, dispõe de “um vasto manancial de espécies frutícolas, florícolas, hortícolas e de aromáticas, nos seus viveiros, como de algumas espécies animais, nos seus núcleos de apoio à atividade pecuária, para fornecimento oneroso ao tecido produtivo”.

Serão beneficiários apenas os agricultores que apresentaram a Declaração de Prejuízos validada pela Direção Regional de Agricultura e de acordo com o inventário de reposição de bens proposto pela mesma.

Vão ser abrangidos pela medida prevista pela Portaria de isenção de taxas a publicar, cerca de 200 agricultores, aos quais serão cedidas próximo de 10.000 fruteiras de várias espécies (abacateiros, ameixeiras, anoneiras, bananeiras, cerejeiras, damasqueiros, macieiras, maracujazeiros, pereiros, etc.) num valor estimado na ordem dos 50.000,00 €.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger