‘Proezas de Lima e Melo Gouveia ajudam a balanço muito positivo de 2017’

Ricardo Melo Gouveia e Filipe Lima  iniciaram, esta quinta-feira, a sua participação no British Masters British Masters supported by Sky Sports, um torneio do European Tour a decorrer até Domingo eno Close House Golf Club, em Newcastle-upon-Tyne, no Reino Unido.

Chegam a Inglaterra cheios de confiança depois de terem sido 5º classificados (empatados com 14 pancadas abaixo do Par) no 11º Portugal Masters, a melhor classificação portuguesa de sempre no nosso mais importante torneio luso de golfe.

Para os dois atletas olímpicos é mais uma oportunidade de perseguirem o objetivo de se manterem no European Tour em 2018 (a primeira divisão europeia).

Em Portugal, atrás deles, ficou um rasto de efeitos positivos do seu feito histórico no Dom Pedro Victoria Golf Course, em Vilamoura, como explicaram Miguel Franco de Sousa e José Correia, respetivamente presidentes da Federação Portuguesa de Golfe (FPG) e da PGA de Portugal.

“Foi uma semana fantástica para o golfe nacional. O Filipe e o Ricardo com 14 abaixo do Par, que grande resultado, o ambiente que eles criaram aqui no Dom Pedro Victoria Golf Course, com tanta gente a segui-los, é isto que Portugal precisa, de referências para o golfe nacional, para que este desporto se desenvolva neste país”, disse José Correia aos microfones da SportTV.

«Estes dois resultados dos portugueses vão permitir dar uma projeção nacional de media muito interessante», declarou Miguel Franco de Sousa ao Gabinete de Imprensa do Portugal Masters

Pin It on Pinterest