Academia das Artes recebe exposição “Horizontes da Arte na Poética”

No âmbito do “I Encontro Internacional de Poesia – A Condição de Ilhéu”, será inaugurada a 11 de outubro, quarta-feira, pelas 18h30, na Academia das Artes dos Açores, a exposição coletiva “Horizontes da Arte na Poética”. Esta exposição, cuja produção e realização é da responsabilidade da Câmara Municipal de Ponta Delgada, estará patente de 12 a 21 de outubro e poderá ser visitada por todos os interessados nos dias úteis das 13h00 às 18h00 e nos sábados das 14h00 às 18h00.

Segundo Armando Moreira, comissário desta iniciativa, esta “exposição que une artistas e ilhas quebrando barreiras e horizontes” é composta por 21 obras de 12 artistas, provenientes do Continente, Madeira e Açores: Anabela Rocha, Dina Pimenta, Estela Nunes, Isabel Natal, Liliana Lopes, Margarida Andrade, Michael Hudec, Nini Andrade Silva, Raposo França, Teresa Lobo, Urbano Resende e Victor Teixeira.

O “I Encontro Internacional de Poesia – A Condição de Ilhéu”, decorre já nos próximos dias 12 a 14 de outubro e quer fazer de Ponta Delgada a Cidade dos Poetas.

Na quinta, 12 de outubro, pelas 17h00, haverá a sessão de abertura do Encontro Internacional de Poesia, com o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, e o Diretor da Revista “Islenha”, Marcelino de Castro, no Centro Cultural Natália Correia, na Fajã de Baixo.

O Centro Cultural Natália Correia, junto à igreja paroquial da freguesia da Fajã de Baixo, é o espaço onde decorrem as sessões temáticas e os lançamentos bibliográficos, sempre com entrada livre à população em geral.

O primeiro livro a lançar intitula-se “nove” e reúne nove poemas de nove poetas das nove ilhas, nomeadamente, Daniel Gonçalves (Santa Maria), Emanuel Jorge Botelho (S. Miguel), Álamo Oliveira (Terceira), Victor Rui Dores (Graciosa), Norberto Ávila (S. Jorge), Urbano Bettencourt (Pico), Ângela Almeida (Faial), Gabriela Silva (Flores) e Palmira Jorge (Corvo).

O lançamento do livro editado pela Publiçor, através da chancela Letras Lavadas, realiza-se a 12 de outubro, pelas 17h30, com apresentação de José Andrade.

No mesmo dia, pelas 18 horas, inicia-se o primeiro painel do Encontro Internacional de Poesia, que aborda “A poesia como leitura do mundo e a insularidade na poesia” e “A poesia no contexto da literatura nas ilhas e no mundo”.

As comunicações iniciais deste painel estão a cargo dos poetas Carlos Bessa (Terceira), Giuseppe Conte (Itália), Irene Lucília Andrade (Madeira), José Carlos Catano (Canárias), José Luiz Tavares (Cabo Verde) e Nuno Costa Santos (Lisboa), seguindo-se debate com a assistência.

O encontro prossegue sexta-feira, 13 de outubro, com a sessão “Os poetas ao encontro dos estudantes”, que tem lugar às 16 horas na biblioteca da Escola Secundária Antero de Quental.

No mesmo dia, às 17h30, são lançados os dois novos livros de Nuno Costa Santos, “A Mais Absurda das Religiões” (Escritório Editora), e de Daniel Gonçalves, “Papéis Secundários” (Edição de Autor), com a particularidade de que cada autor apresenta a obra do outro.

Pelas 18h00, inicia-se um segundo painel temático, destinado a debater “O lugar da poesia hoje no ensino” e “Como cultivar a sensibilidade poética das novas gerações”.

O painel inicia-se com breves comunicações dos poetas Adelaide Ramos Vilela (Canadá), António Crespo Massieu (Canárias), Eduíno de Jesus (Lisboa), João Carlos Abreu (Madeira) e Paula de Sousa Lima (S. Miguel).

O programa de 13 de outubro encerra com a realização de uma Tertúlia Poética aberta à participação de todos os interessados, para leitura partilhada de poemas originais, que tem lugar pelas 22 horas no espaço bar da Casa Hintze Ribeiro.

A 14 de outubro, realiza-se às 17h30 o lançamento do livro “Correspondência”, de Paula de Sousa Lima e Leonardo Sousa, editado pela Letras Lavadas e apresentado por Leonor Sampaio Silva.

O terceiro painel inicia-se pelas 18h00 para refletir e debater “A edição da poesia no panorama editorial atual” e “O livro de poesia impresso e os novos suportes tecnológicos”.

Álamo Oliveira (Terceira), Aquiles García Brito (Canárias), Carlos Alberto Machado (Pico) e Vamberto Freitas (S. Miguel) são os oradores já inscritos para as comunicações iniciais deste último painel.

O encontro encerra a 14 de outubro com uma “Gala de Poesia” de livre acesso à população em geral, que decorre pelas 22 horas no Museu Militar dos Açores, instalado no Forte de S. Brás. Serão aqui apresentados poemas da Macaronésia pelos grupos locais “Palavras Sentidas” da Academia Sénior da Universidade dos Açores, Academia das Expressões e “O Coletivo”, bem como apontamentos musicais interpretados pelo Quinteto de Sopros da Banda Militar dos Açores.

Pin It on Pinterest