Teatro Baltazar Dias celebra o centenário do nascimento de Virgílio Teixeira

O Teatro Municipal Baltazar Dias celebra esta semana, entre os dias 25 e 27 de outubro, o centenário do nascimento do ator madeirense mais internacional de sempre, Virgílio Teixeira, com várias iniciativas que vão homenagear este que foi uma figura marcante do cinema do século XX. A iniciativa inclui um ciclo de cinema, uma exposição, um colóquio e um espetáculo com Vânia Fernandes.

A exposição é composta por um espólio doado pela viúva do ator, que faleceu aos 93 anos, em 2010, e será inaugurada esta quarta-feira, pelas 19h30. O ciclo de cinema começa, por sua vez, com o filme “As memórias que nunca se apagam”, de Dinarte Freitas e Eduardo Costa, que mostra o percurso do ator. Inclui, ainda, as projeções “José do Telhado”, de Armando Miranda, e “Nazaré”, de Manuel Guimarães.

Na quinta-feira, 26 de outubro, terá lugar um colóquio comemorativo ao longo, e o programa termina na sexta-feira, com um espetáculo de homenagem a Virgílio Teixeira a partir das 21h. O lendário ator madeirense iniciou a sua carreira com a participação no filme “Ave de Arribação” (1943). Durante o seu percurso, participou em mais de 90 produções e 150 programas televisivos, tendo contracenado com Amália Rodrigues no filme “O Fado – História de uma Cantadeira” (1947) e com Yul Brynner, em o “Regresso dos Sete Magníficos” (1966).

Todas as entradas são livres, mediante o levantamento de bilhetes.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger