CMF organizou encontro com entidades regionais para abordar a situação das pessoas sem-abrigo

A Câmara Municipal do Funchal organizou uma reunião com uma dezena de entidades de toda a Região, “no sentido de fazer uma articulação entre os agentes que trabalham diretamente com a problemática das pessoas sem-abrigo e de validar um diagnóstico que seja comum a todos nós, e sobre o qual possamos trabalhar em conjunto”, explicou a Vereadora Madalena Nunes, que tem o pelouro do Desenvolvimento Social na Autarquia, e que foi a promotora da reunião.

“A nossa vontade é começar a construir um guia de recursos disponíveis no Funchal, que seja colocado à disposição desta população e que a oriente e assista em relação às diferentes valências e eixos de intervenção que estão ao seu alcance na cidade.” Estiveram presentes, na Sala da Assembleia Municipal, AMI, CASA, CSSJD, Segurança Social, SESARAM, APP, Cruz Vermelha, Casa de Saúde Câmara Pestana, ACA e PSP.

A Vereadora sublinhou que “a CMF tem estado, desde o nosso primeiro mandato, muito preocupada com a situação das pessoas sem-abrigo, que é uma problemática vasta, e que exige, por isso, uma grande diversidade de respostas” e enalteceu “a grande abertura de todos os parceiros presentes, porque este é um problema que tem mesmo de ser resolvido por todos.”

Madalena Nunes acredita que este foi o primeiro passo para desenvolver, daqui em diante, “um trabalho verdadeiramente concertado, que vai envolver, numa segunda fase, as juntas de freguesia do concelho, porque esta é uma problemática que está mais visível na Baixa do Funchal, mas que não está só no centro, está dispersa por toda a cidade, e é por isso que temos de alocar recursos e saber adaptar a nossa capacidade de resposta conjunta. Esta foi uma reunião marcante, pela sua abrangência, e definiu as bases para o trabalho que é preciso fazer a curto e médio-prazo.”

Pin It on Pinterest