Presidente do Benfica é arguido na Operação Lex

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira foi mesmo constituído arguido na Operação Lex e tem como medida de coação termo de identidade e residência. É suspeito de tráfico de influências.

Apesar de o clube da Luz ter insistido até a manhã de hoje que o presidente encarnado não tinha sido constituído arguido, a Procuradoria Geral da República (PGR) fez questão de esclarecer que quer Vieira, quer Fernando Tavares, vice-presidente para as modalidades, estão mesmo entre os 12 arguidos da investigação.

“Na sequência de dúvidas suscitadas por diversos órgãos de comunicação social, confirma-se a constituição como arguidos de Luís Filipe Vieira e de Fernando Tavares. Esclarece-se, igualmente, que o inquérito tem, neste momento, 12 arguidos constituídos, entre os quais 5 detidos que serão, previsivelmente ao fim do dia, presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação”, confirmou a PGR em nota enviada às redacções.

Pin It on Pinterest