Trump gera revolta com anuncio de agravamento de impostos

Donald Trump anunciou o agravamento dos impostos à importação de alumínio e de aço (10 e de 25 por cento, respectivamente) e as reacções indignadas de vários países não se fizeram esperar. A intenção foi revelada quinta-feira, durante uma reunião com produtores americanos do sector siderúrgico.

O Presidente dos EUA disse que irá “promulgar para a semana que vem” as taxas aduaneirsas e que elas serão aplicadas durante muito tempo”, sem contudo revelar que países serão visados especificamente. A omissão deixou meio mundo na expectativa e fez tremer os mercados.

As principais bolsas europeias abriram no vermelho arrastadas pela queda das acções dos sectores automóvel e do preço do aço e do alumínio.
Pequim apelou ao “respeito das regras” do comércio internacional e recomendou aos Estados Unidos para “refrearem” a utilização de medidas proteccionistas. A chanceler alemã Angela Merkel, pediu à União Europeia uma “reacção firme”.

O Canadá, principal fornecedor de aço e de alumínio dos Estados Unidos, sublinhou através do ministro do Comércio Internacional, François-Philippe Champagne, que “qualquer tarifa ou quota que seja imposta à indústria canadiana do aço e do alumínio será inaceitável”.

Pin It on Pinterest