Costa apresenta medidas para “tranquilizar” famílias e empresas

António Costa acaba de falar ao país para indicar as medidas de apoio social às famílias e à empresas para adoptar, que se focam neste período de três meses. Que, segundo adiantou, serão três meses “muito duros”.

O primeiro-ministro referiu, em conferência de imprensa, que “está em causa tratar da vida dos portugueses”, frisando que “é essencial proteger o emprego, proteger o rendimento das famílias”. E realçou que “para isso, é preciso proteger o emprego” e “absolutamente essencial assegurar liquidez às empresas, para que garantam os postos de trabalho”.

António Costa defende que é preciso um esforço coletivo nesta área económica.

Pin It on Pinterest