“Pedalar Contra a Fome”

Na sequência da pandemia declarada do COVID-19, foi criado o movimento “Hotelaria Madeirense Ajuda a Nossa Ilha”, que resulta da conjugação de esforços na prestação de uma refeição diária a pessoas que se encontram isoladas, com necessidades de apoio, que nesta época de pandemia se vêm a braços com muitas mais dificuldades e que após avaliação de cada situação, ajudamos estas a ter o alento da sua refeição diária.

Este movimento vive das doações de produtos alimentares para a confeção das refeições, pelo que se decidiu organizar um evento solitário, de angariação de donativos alimentares intitulado “Pedalar Contra a Fome”.

«Os contributos poderão também ser feitos através da aplicação “Greener Act”, em alguns pontos assinalados, e sempre que necessário faremos recolhas pontuais, com a garantia de que serão cumpridas todas as indicações sugeridas das Autoridades de Saúde. Sabendo do surto epidemiológico mais recente e porque também estamos na linha da frente na luta contra esta pandemia, sentimo-nos na obrigação de fazer cumprir todas as regras aconselhadas, pelo que estarão garantidas todas as condições para que esta volta à ilha seja feita em exclusivo por uma única pessoa, o Carlo Martins».

Num espírito de entreajuda sem precedentes, este movimento criado pela boa vontade de muitos, lida diretamente com pessoas com fatores de risco.

«Como tal, no respeito pelas indicações das Autoridades de Saúde e Segurança, iremos respeitar todas as recomendações, sendo sobretudo uma volta solitária. Nos postos de paragem, serão mantidas todas a regras de etiqueta respiratória, mantendo todas as medidas de segurança recomendadas, como o uso de máscara e distância de pelo menos um metro».

«Apelamos ao espírito de entreajuda entre todos vós, ao bom senso de todos e que apoiem esta causa solidária. Agradecemos antecipadamente que consultem a planificação abaixo e que mantenham o nosso movimento minimamente assegurado, ajudando na sua realização».

Estando a volta à ilha, perfeitamente delineada em 4 etapas, passando por todos os concelhos da RAM (com excepção de Porto Santo), esta deverá ser acompanhada apenas por 2 voluntários, evitando assim a acumulação de pessoas.

Etapas / Trajecto – Locais de Paragem / Data

1ª Etapa – Funchal – Santa Cruz – Machico – Santana – 28/04

2ª Etapa – Santana – São Vivente – Porto Moniz – 29/04

3ª Etapa – Porto Moniz – Calheta – Ponta do Sol – 30/04

4ª Etapa – Ponta do Sol – Ribeira Brava – Cª de Lobos* – Funchal -01/05

4ª Etapa – Câmara de Lobos – 04/05

(*Excecionalmente na 4ª etapa, devido à cerca sanitária, iremos fazer apenas o trajeto Estreito de Câmara de Lobos – Ribeira dos Socorridos, deixando a visita ao Paços deste Concelho, para a 5ª etapa.)

Pin It on Pinterest