PS exige transparência na reestruturação da função pública

Maximiano Martins adverte ao Governo Regional para “ocultar” informação sobre o que vai fazer com os funcionários públicos regionais.

O grupo parlamentar do Partido Socialista defendeu, esta manhã, em conferência de imprensa, que o Governo Regional, deve ser transparente no processo de reestruturação da função pública regional. O deputado Maximiano Martins afirmou que o executivo deve “informar na íntegra os cidadãos sobre as medidas que pretende tomar”, nomeadamente a dispensa de pessoal, de chefias e a fusão ou eliminação de estruturas.

O parlamentar socialista lembrou que houve falta de transparência do executivo regional antes das eleições legislativas regionais de Outubro de 2011, “sendo que hoje se sabe que medidas como a passagem do IVA de 16 para 22%, o colocar os combustíveis mais caros do que no Continente ou os cortes nos subsídios de natal e férias não foram conhecidas no tempo devido”. Por isso, os socialistas entendem que na função pública “é estritamente obrigatório que se conheça desde já aquilo que se está a preparar para manter a administração regional bem estruturada, para garantir as funções normais, eficazes e eficientes de um estado moderno”, vincou.

A função pública são os professores que ensinam os nossos filhos, são os médicos e os enfermeiros que cuidam da nossa saúde, são os magistrados, juízes e polícias que cuidam da nossa segurança e da justiça. Um Estado, uma Região e um Governo Regional que se preze não pode desvalorizar os seus recursos humanos”, recordou o parlamentar.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest