Pescadores resgatados chegam «a salvo» [VIDEO]

Os oito tripulantes da embarcação ‘Dário’, com registo no Funchal, estão bem de saúde.

Os oito tripulantes da embarcação de pesca de bandeira portuguesa que naufragou, de madrugada, chegaram ao Aeroporto Internacional da Madeira pouco passava das 11h, depois de resgatados pelo helicóptero EH-101 da Força Aérea Portuguesa.

Os seis portugueses, de Peniche, e dois cidadãos de nacionalidade estrangeira ( Cabo Verde e Costa do Marfim) saíram pelo próprio pé. À espera deles, ainda na pista de aterragem, um veículo da Polícia Marítima que recolheu alguns objectos da embarcação ‘Dário’, que tem registo na Capitania do Porto do Funchal.

Jorge Miguel, armador da embarcação, tentou explicar o sucedido. «O gerador foi abaixo e ficamos às escuras. Como é um barco de madeira tem de ter sempre a bomba de esgoto e a gente, automaticamente, foi tentar tirar o gasóleo, mudar os filtros e tentar pôr o equipamento a trabalhar, mas não conseguimos».

Andaram nestes procedimentos desde a 1h da madrugada até às 6h, mas «depois tivemos de pedir ajuda». Apesar da preocupação, o responsável disse que todos mantiveram a calma e que só saltaram do barco quando a água estava pelo convés.

Refira-se que, após o alerta de naufrágio, os pescadores foram encontrados numa balsa de salvamento por um paquete que se encontrava perto da embarcação. Lá receberam os primeiros socorros e aguardaram a chegada do “Merlin” da Força Aérea.

Amaral Frazão, comandante da Zona Marítima da Madeira, explicou que foram desenvolvidos todos os esforços para resgatar, a salvo, os oito tripulantes. Facto que veio a suceder, não apenas devido à prontidão das equipas de resgate, mas ao profissionalismo dos pescadores.

«Esta foi uma operação desencadeada ao início da manhã, de acordo com uma informação que foi recebida no Centro de Informação e Busca Marítima de Lisboa e que, logo ao início da manhã, transferiu a coordenação da operação para o sub-centro de busca do Funchal».

Acrescente-se que a embarcação, que andava à pesca do espadarte, está neste momento à deriva, pelo que, conforme explicou o comandante, foi emitido um alerta às restantes embarcações na zona.

Agora, passado o susto, os tripulantes querem regressar o mais rapidamente a casa.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest