CDU defende medicinas alternativas

O partido quer que haja legislação regional que garanta aos madeirenses o direito de opção às medicinas alternativas.

A CDU apresentou hoje, na Assembleia Legislativa, propostas legislativas no sentido das medicinas alternativas (terapêuticas não convencionais) sejam, “o mais rapidamente possível”, uma realidade na Região.

“Uma vez que o sistema de saúde está regionalizado, estamos a propor que haja uma legislação regional que garanta a quem vive na Madeira o direito de opção. Ou seja, queremos que as pessoas que aqui residem possam exercer efetivamente o seu direito de escolha em relação às terapêuticas que melhor se adequam a cada uma das suas situações”, explicou Edgar Silva, hoje em conferência de imprensa.

O deputado comunista salientou, ainda, que este tipo de legislação já existe em várias partes da Europa. “Já existe uma legislação nacional, desde 2003, que tipifica aquelas que são as medicinas alternativas. Por isso, propomos que esse direito de opção seja o mais rapidamente possível para quem vive nesta Região”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest