Francisco Fernandes fala sobre Olimpismo

Para explicar que a garra e a resistência do povo madeirense faz com que na atualidade a participação olímpica da Região seja bastante representativa.

O ex-secretário da Educação, Francisco Fernandes, foi o orador convidado da conferência “Das ‘ferras’ ao pódio – percurso histórico em direção ao Olimpismo nas ilhas da Madeira e do Porto Santo” que teve lugar, esta tarde, no Centro de Estudos de História do Atlântico. Doutorado em Desporto, Francisco Fernandes, efetuou nesta conferência a abordagem que faz sobre a evolução do olimpismo na Madeira.

O escritor defende a ideia de que as dificuldades pelas quais os madeirenses passaram durante cinco séculos faz com que, atualmente, tenham uma participação olímpica bastante expressiva tendo em conta a quantidade de pessoas que vive na Região.

“A insularidade, a nossa orografia sempre nos colocou numa posição de fragilidade, mas penso que a nossa herança genética e também coletiva de um população que construiu os socalcos, que abriu as levadas, que abriu estradas na rocha, que lutou contra intempéries, portanto deu-nos uma força , resistência e uma vontade de vencer que, provavelmente, explica em parte que hoje em termos de participação olímpica a Madeira tenha nas últimas duas edições e também em Barcelona, no caso das últimas duas, o triplo da representação que nos caberia atendendo à nossa população”, explicou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest