Corveta “Afonso Cerqueira” será afundada no Cabo Girão

O ministro da Defesa já assinou o despacho de cedência da Corveta “Afonso Cerqueira” à Região Autónoma da Madeira, com data de 12 de setembro. A embarcação, abatida ao efetivo de navios da Armada Portuguesa, será entregue a título gratuito, através de protocolo a ser celebrado entre a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais e o Chefe de Estado-Maior da Armada.

O Governo Regional, quando estiver na posse da corveta, pretende afundá-la no futuro Parque Natural Marinho do Cabo Girão, com o objetivo de constituir um recife artificial e um local privilegiado para a proliferação e observação da vida marinha, com grande potencial turístico na área do mergulho amador.

Só que até lá, ainda decorre um longo processo, que culminará com a limpeza e remoção de materiais nocivos do navio, com o objetivo de evitar quaisquer repercussões ambientais negativas, tendo agora a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, através do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza, de preparar a candidatura a fundos europeus disponíveis para o efeito. Pelo meio, serão ainda necessários realizar estudos técnicos e ambientais inerentes à concretização deste tipo de operação.

A secretária regional do Ambiente não tem dúvidas que, “para além, da oferta ao nível do turismo de lazer”, a criação deste recife artificial “constitui também uma forma de aumentar a quantidade de peixes na área, pois fornece refúgio à fauna marinha, favorecendo a sua atividade reprodutiva e funcionando como um berçário dos juvenis”.

“Estamos a criar excelentes condições para que o Parque Natural Marinho do Cabo Girão seja um sucesso, alicerçado na excelência da geodiversidade, do património geológico, paisagístico e cultural ali existente, assim como a qualidade da água e de todo o ecossistema marinho”, destacou Susana Prada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger