CMF apresentou alargamento da Vereda do Calhau que custa 400 mil euros

Os Encontros com as Pessoas, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, prosseguiram sábado o seu plano de visitas ao terreno na freguesia de São Roque, onde vão decorrer até ao final do mês de outubro. Paulo Cafôfo, acompanhado do respetivo Executivo, foi até à Vereda do Calhau, apresentar aos moradores aquele que é o projeto para o seu alargamento, orçado em 400 mil euros. O alargamento da Vereda do Calhau, para o qual a Autarquia já tem um projeto técnico quase concluído, enquadra-se no conjunto de obras para as quais foi solicitada a cooperação financeira com o Governo Regional, através da celebração de um contrato-programa, intento que ainda aguarda resposta.

O projeto elaborado implica a abertura de um novo arruamento com cerca de 280m, que aproveita parte da vereda pedonal existente e que virá possibilitar a ligação do final da Rua José Maria Silva à Estrada Comandante Camacho de Freitas, beneficiando cerca de 15 famílias. Este é, de resto, um anseio bastante antigo dos moradores, a quem Paulo Cafôfo foi, não só apresentar a intervenção projetada, como discutir algumas questões preliminares respetivas às parcelas necessárias para a execução, partindo do pressuposto que as expropriações são sempre um último recurso. A Autarquia recorda, aliás, que estando em causa uma obra de utilidade pública, a expetativa é a da disponibilidade de todos os proprietários para ceder as parcelas de terreno necessárias de forma graciosa, o que é sempre um dos fatores mais determinantes para o aceleramento de um processo como este.

O Presidente já assumiu que a melhoria da qualidade de vida nas zonas altas do Funchal é o grande desafio deste último ano de mandato e o Orçamento Municipal para 2017 reflete isso mesmo, com 4 milhões de euros a elas destinados.

Pin It on Pinterest