Região aposta na produção de Material Vegetativo Vitícola

A Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, através do Instituto do Vinho, do Bordado e Artesanato da Madeira IP-RAM, está a desenvolver um conjunto de iniciativas com o objetivo de aumentar a produção regional de material vegetativo das castas tradicionais de Vinho Madeira, nomeadamente das castas verdelho, sercial, malvasia e terrantez.

Com efeito, e no âmbito dos projetos de reconversão das vinhas e das novas plantações, a procura de material vegetativo das castas brancas para vinho Madeira (garfos e porta enxertos) tem vindo a aumentar por parte dos viticultores madeirenses, castas estas, que na sua maioria, têm pouca expressão no continente português, o que leva a que haja uma fraca apetência dos viveiristas nacionais para produção das respetivas plantas.

Neste contexto, e não existindo mais nenhum viveirista regional de material vegetativo vitícola na RAM, o IVBAM, IP-RAM tem vindo a desenvolver iniciativas que visam garantir a produção de material vitícola certificado, para posterior fornecimento aos viticultores, nomeadamente:

– Desenvolvimento de infraestruturas (designadas de “ABRIGO”), com vista à instalação de vinhas mãe em ambiente confinado, com vista a assegurar a pureza sanitária das plantas produzidas, uma vez que este método diminui fortemente a probabilidade de infeções por vírus que levam à desclassificação das parcelas como “vinhas mãe”.

Esta metodologia está a ser adotada para a produção de material da casta Terrantez, tendo o IVBAM, numa primeira fase, efetuado a prospecção de material vegetativo isento de vírus, e numa segunda fase multiplicado o material isento, que se encontra atualmente em fase de aclimatação e transplante, estando prevista a transferência destas plantas para o “Abrigo” para o próximo mês de novembro.

O IVBAM pretende dar continuidade à produção de mais “Abrigos” com vista à prospecção e produção de material vegetativo de outras castas, nomeadamente da casta Caracol e Malvasia.

– Estabelecimento de Protocolos com Viticultores com vinhas já instaladas das castas tradicionais e com potencialidades para serem inscritas como “vinhas mãe” de material standard. Neste âmbito, foram estabelecidas parcerias com 8 viticultores, que conscientes da importância do projeto para as futuras plantações de vinha na RAM, autorizaram a inscrição de algumas das suas parcelas como “vinhas mãe” de material standard. A certificação destas parcelas, que são acompanhadas pelo IVBAM, obriga ao cumprimento de um conjunto de procedimentos fitossanitários e à inspeção das mesmas pela autoridade competente.

Pin It on Pinterest