Programa de saúde oral para a população sem abrigo

“Sorrir não custa” é um programa de saúde oral para a população sem abrigo que começa já em Lisboa através da assinatura de um protocolo, assinado ontem nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.

O vereador dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa e responsável pelo Programa Municipal para a Pessoa Sem Abrigo, João Afonso, assinou um protocolo com a Plataforma Global (PG), através da Associação Play4Poverty, que visa colocar em prática o programa “Sorrir não custa”, destinado à saúde oral dos Sem-Abrigo na cidade de Lisboa.

A PG é uma instituição sem fins lucrativos que tem por objeto o apoio ao setor social, nomeadamente na área da saúde oral, na qual tem vindo a prestar assistência médica gratuita a utentes carenciados, sinalizados por instituições. Neste contexto, a P4P desenvolveu um programa de diagnóstico e tratamento que visa devolver a saúde oral a pessoas sem-abrigo da região de Lisboa, estabelecendo parcerias com instituições dos setores público e social, no sentido de sinalizar essas necessidades.

Através do programa “Sorrir não Custa” a saúde oral da população sem abrigo vai começar a ser rastreada, para em seguida se passar a uma fase em que serão realizadas as intervenções dentárias necessárias.

Mário Jorge de Almeida, membro da Plataforma Global e Paulo Jorge Romão Varela, Diretor Clínico do Programa «Sorrir não Custa», foram os subscritores deste protocolo com a autarquia e pretendem, através da implementação do programa, “devolver a autoestima a estas pessoas, de forma que elas se possam integrar na sociedade e mais facilmente entrar no mundo do trabalho.” Salientou João Afonso.

Pin It on Pinterest