Porto Moniz recusa educação gratuita a 100%

A Câmara do Porto Moniz recusou uma proposta do PSD para o pagamento integral das creches.

Segundo o vereador social-democrata Nélio Rodrigues, pretendia-se que a Câmara assumisse os custos com a valência de creche na escola do Porto Moniz.

Trata-se de uma medida que iria, de acordo com o vereador, ao encontro “do pagamento da educação a 100%” e que seria importante num concelho onde a natalidade é muito baixa.

Na reunião do executivo camarário foi ainda submetida uma outra proposta do PSD, para a atribuição do subsídio de insularidade, a partir de 2017, aos funcionários do Município, tendo esta recebido o acolhimento da maioria.

Além disso, Nélio Rodrigues pediu esclarecimentos sobre as verbas transferidas para APCA (Associação da Promoção da Cultura Atlântica), parceira no gabinete ao idoso.

“É um valor que nos levanta muita dúvidas, atendendo a que esta é uma associação que não tem no seu domínio de intervenção o apoio social e daí levantarmos as nossas questões”, disse, acrescentando que o PSD não reconhece legitimidade à JS para defender a política social, salientando que esta estrutura do Partido Socialista tem entre as suas bandeiras a defesa da legalização das drogas leves.

Pin It on Pinterest