Há docentes de «borla» em universidades portuguesas

Há docentes e investigadores a trabalharem de «borla» em universidades portuguesas. Segundo o JN, só a Universidade do Porto contratou este ano 40 docentes sem remuneração. Em 2014, eram 176 a nível nacional, confirmou a tutela. A Universidade Nova de Lisboa também tem «voluntários» a dar aulas. Para o Sindicato Nacional do Ensino Superior (Snesup) é um recrutamento “ilegal”. As instituições de Ensino Superior dizem que são casos pontuais e estão dentro da lei.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger