Charlie Sheen pede morte de Trump

Charlie Sheen não ficou indiferente às mortes de Carrie Fisher e Debbie Reynolds, ambas actrizes, e fez um apelo a Deus através do Twitter.

“Querido Deus, agora o [Donald] Trump, por favor”, escreveu o actor na sua página pessoal.

Os seus seguidores reagiram rapidamente à publicação e o tweet já conta com cerca de 31 milhões ‘gostos’.

Pin It on Pinterest