Europeus têm o destino nas suas próprias mãos

“Penso que nós europeus temos o nosso destino em nossas próprias mãos. Vou continuar me comprometendo para que os 27 Estados membros trabalhem juntos olhando para o futuro”, respondeu Angela Merkel quando questionada sobre o apoio de Donald Trump à saída do Reino Unido da União Europeia e à especulação do presidente eleito dos EUA de que outros países seguirão o mesmo caminho.

Numa entrevista aos jornais alemão Bild e ao britânico The Times, Trump, que assumirá o cargo esta sexta-feira, classificou a Aliança Atlântica de “obsoleta” e denunciou uma política de acolhimento migratória “catastrófica” por parte da Alemanha.

“Minhas posições sobre as questões transatlânticas são conhecidas. O presidente eleito expôs mais uma vez as suas. E, quando exercer – ainda não é o caso -, trabalharemos naturalmente com o novo governo americano e veremos quais os acordos que encontraremos”, limitou-se a dizer a chanceler alemã. “Quero separar (a questão do terrorismo) da questão dos refugiados (…) no que diz respeito à guerra na Síria. A maioria dos sírios fugiram da guerra civil, dos combates contra [o regime do presidente Bashar] al-Assad e da repressão.”

Pin It on Pinterest